Menu

Diokane invoca o 'cão que late para perturbar seu santo sossego' em EP de estreia

09 JAN 2019
09 de Janeiro de 2019

O quarteto Diokane (Porto Alegre/RS) lançou recentemente seu primeiro EP intitulado This Is Hell We Shall Believe. São cinco faixas e mais uma intro que têm como base o hardcore, mas que passeiam pelo death, thrash, grind, black metal e punk rock. A mistura sonora ganha o ouvinte pela naturalidade com que é costurada durante o pouco mais de 10 minutos do registro. A produção, simples mas eficiente — feita pela própria banda e por Stenio Zanona (do TungStudio, onde as faixas foram gravadas) —, ajuda a destacar a força das composições. O trabalho saiu em CD e também está disponível nas principais plataformas de música.

A arte da capa é do tatuador e atual guitarrista do grupo Rafael Giovanoli, também responsável pelas seis na In Torment (death metal).


A banda também liberou vídeo gravado ao vivo da música ‘Born With A Curse’, uma das que compõem o EP de estreia. A filmagem foi realizada pela produtora Chama Vídeo Independente, e o áudio foi captado pela equipe do TungStudio. Outros registros da mesma sessão devem ser disponibilizados em breve.


A Diokane — assim como a expressão em italiano (diocane) que deu origem ao nome da banda — é raiva canalizada em forma de som. É expressão ruidosa que surge do descontrole. É insulto barulhento para maldizer desafetos e, ao mesmo tempo, amenizar a ira que consome como sarna a carcaça de qualquer pobre bicho caminhando sobre a Terra. É soltar os cachorros para que eles sejam livres e donos de si. Para que uivem e confraternizem com a matilha. É o Cão que late para perturbar seu santo sossego. 

Agrupado desde 2016, o quarteto faz um cruzamento de referências do punk/hardcore e do metal que desobedece a classificações tradicionais de música pesada. É cria sem raça definida de gente que curte Napalm Death, Ratos de Porão, Circle Jerks, Snot, Rotting Christ, Ramones, Strife, Motörhead, Converge, Sepultura, Sarcófago, The Stooges e Racionais MC’s.

A formação atual é: Duduh Rutkowski (baixo), Gabriel 'Kverna' Mota (bateria), Homero Pivotto Jr. (voz) e Rafael Giovanoli (guitarra).

Repercussão:

Em 4 de novembro de 2018, a Diokane foi o ato de abertura para o show “Max e Iggor Cavalera 89/91 Era – Special Setlist”. A apresentação reuniu os irmãos que fundaram o Sepultura tocando petardos dos clássicos Beneath the Remains (1989) e Arise (1991).

"A banda mostrou aquele ‘sangue no zóio’ que só bandas com atitude podem ter. (...) Banda mais do que pronta pra tomar seu lugar no cenário. Diokane. Guardem esse nome!". - Metal na Lata

“A abertura do show ficou a cargo da banda Porto Alegrense Diokane, que tem um som mais agressivo ainda que os próprios Cavalera" - Crazy Metal Mind.

“As composições da banda também surpreenderam, de maneira crescente, oscilando entre simplicidade estrutural, talento para quebras de andamento e riffs cortantes, sintéticos e de bom gosto” - Wikimetal.


Por Homero Pivotto Jr
Foto: Diokane por Chama Vídeo Independente

Voltar

Confira as nossas redes sociais

Tenha também o seu site. É grátis!