Menu

Geração Perdida lança crowdfunding para o seu primeiro Festival

06 NOV 2018
06 de Novembro de 2018

Começou ontem o primeiro crowdfunding para o primeiro (de muitos) Festival Geração Perdida. O festival está para acontecer dia 17 e 18 de novembro, de graça, na rua, em BH. Mas para acontecer o primeiro, precisamos da ajuda dos fãs pois não dá tempo de correr atrás de patrocínios. Dê uma olhada nas recompensas para quem colaborar e saiba que se esse der certo, vamos fazer cada vez maiores e com mais bandas de fora. O crowdfunding só terá 13 dias então fique alerta e colabore o quanto antes possível.

Site do crowdfunding aqui


"Tudo tem de começar em alguma hora e em algum lugar", canta Vitor Brauer, membro da banda Lupe de Lupe e um dos criadores do movimento Geração Perdida de Minas Gerais. A Geração Perdida iniciou seus trabalhos em meados de 2012 e desde então lançou mais de dezenas, senão centenas, de obras musicais e audiovisuais. Criado com o objetivo de unir artistas que viviam à margem dos grandes veículos midiáticos e das panelinhas de produtores e eventos de Belo Horizonte, o grupo tem ganhado cada vez mais artistas e seguidores de todas as cidades para compor seu movimento. Após vários eventos menores com duas ou três atrações, e dois réveillons fora de época que uniam todos os artistas da Geração Perdida, o grupo agora investe na ideia de um festival anual feito na rua, aberto à todos os públicos. Os artistas são conhecidos por seu contato direto com o público e por sua sinceridade na sua ligação com a arte e com relacionamentos próximos. Por isso mesmo resolveram procurar primeiramente o investimento direto de fãs e amigos para o primeiro (de muitos, se Deus quiser) Festival Geração Perdida de Minas Gerais.

Idealizado por Marcus Vinicius Evaristo (da banda Aldan) e Fernando Motta, dois líderes do movimento, o festival tem como objetivo apresentar ao vivo os trabalhos anuais dos artistas da Geração Perdida e promover um intercâmbio cultural com bandas de outros gêneros e outras regiões. Nesse primeiro momento, os convidados de fora da Geração Perdida são Tuer Lapin (conceituada banda experimental de Porto Velho, Rondônia), Tom Gangue (jovem banda que mistura indie rock e samba rio de Queimados, Rio de Janeiro) e El Toro Fuerte (banda alternativa de dois artistas da Geração, João Carvalho e Fábio de Carvalho).

Voltar

Confira as nossas redes sociais

Tenha também o seu site. É grátis!