Menu

Exposição: A Frente e o Verso do Olho - Parte 1

16 OUT 2018
16 de Outubro de 2018

A exposição A Frente e o Verso do Olho busca trabalhar o limiar existente entre o projeto e a realização de um trabalho, entre as imagens do pensar e a sua efetivação em objetos e proposições artísticas. A base para essa reflexão está no conceito de imagem sugerido pelo escritor austríaco Robert Musil em seu primeiro romance, O Jovem Törless (1906). Nesse livro, Musil situa as imagens como um fremir de pálpebras – vibrações que tomam o pensamento por trás dos olhos fechados. Elas ocupariam para o autor o espaço de uma corrente invisível, sendo o fluxo das imagens um processo diverso de sua fixação e comunicação. Ao considerar essas ideias para pensar a exposição, nos voltamos para um conceito de imagem muito mais ligado ao pensamento em ato do que necessariamente às imagens que o artista apresenta como resultado de seu trabalho. É o vivenciar do processo artístico que está em jogo e a fluidez imagética que lhe serve de base. Interessa-nos colocar em debate, portanto, a tensão entre o pensar e o fazer, bem como a precariedade envolvida em captar as imagens que habitam esse espaço de vibração.

Foto da Série Desaparecidos de Carlos Donaduzzi
Foto de postagem Elias Maroso

Artistas visuais: Carlos Donaduzzi, Elias Maroso e Paula Luersen.
Local: Sala Cláudio Carriconde, Centro de Artes e Letras, CAL – UFSM. Av. Roraima, 1000.
Abertura: Segunda-feira, 22 de outubro, 17 horas.
Período: de 22 a 31 de outubro de 2018, das 9h às 17h.

Voltar

Confira as nossas redes sociais

Tenha também o seu site. É grátis!