Menu

Bikini Kill disponibiliza discografia nas plataformas digitais

20 SET 2018
20 de Setembro de 2018

A Bikini Kill, notória por letras com conteúdo feminista radical e performances incendiárias é considerada a pioneira do movimento riot grrrl.
Formada pela vocalista e compositora Kathleen Hanna, a guitarrista Billy Karren, a baixista Kathi Wilcox e a baterista Tobi Vail, a banda disponibiliza agora, toda a sua discografia em streaming.


"Para mim nunca foi uma decisão contra o streaming. Eu sei que houve um período em que estivemos realmente irritados com as péssimas taxas de royalties que as pessoas estavam recebendo. Mas agora você para pra analisar e todo mundo está ouvindo suas músicas no YouTube.

Você só quer ter mais pessoas conhecendo seu trabalho e ouvindo as suas músicas da maneira que elas querem. Isso tornou-se o lance pra gente. Como temos um catálogo extenso, eu não acho que seja certo bloquear o acesso às pessoas.

Vários de nossos álbuns não foram gravados grandiosamente, mas eles foram gravados da forma como tínhamos dinheiro para gravar à época, e eu quero que as pessoas ouçam o que a gente fez. Eu não quero que as pessoas ouçam a versão de merda que alguém publicou no YouTube.

O Bikini Bill era uma banda maravilhosa e intensa e eu fico feliz que as músicas estejam disponíveis para mais gente."

Palavras de Kathleen Hanna para o site Tidal.

Foto: reprodução/bandcamp

Bikini Kill anunciou oficialmente o fim em abril de 1998, após uma carreira de 7 anos.
Todas as ex-integrantes do Bikini Kill seguiram projetos na música. Billy Karren, Tobi Vail e Kathi Wilcox lançaram um CD com uma coletânea dos singles lançados pelo projeto paralelo The Frumpies. Kathleen Hanna trabalhou com Joan Jett no disco Fetish de 1999. Também gravou um CD solo usando o nome Julie Ruin e como vocalista da banda indie/feminista Le Tigre.

Voltar

Confira as nossas redes sociais

Tenha também o seu site. É grátis!