Menu

Resenha: Discriminado - Triturador (2017)

23 MAR 2018
23 de Março de 2018

Lançado em 2017, o EP “Discriminado” da banda Triturador possui 5 faixas, sendo que uma delas, a primeira, é um som inteiramente instrumental. Fundada em 2015, a banda santamariense de Thrash Metal declara toda a sua paixão pelo gênero nesta nova produção, que claramente possui várias influências de grandes nomes do Thrash, ao mesmo tempo em que tenta procurar seu próprio espaço no Rock gaúcho.

Ao começar a primeira faixa do EP com a música instrumental “Holocausto”, a banda pretende deixar bem claro a que veio. Iniciada com batidas de baterias, a música vai encorpando logo quando os riffs de guitarra se juntam as batidas, aumentado cada vez mais o ritmo e se tornando bastante imponente. Logo após a breve composição instrumental, inicia então a segunda faixa intitulada “Discriminado”, essa já com vocal e instrumental. Acompanhando a pegada de “Holocausto”, a segunda faixa possui basicamente a mesma estrutura inicial com uso de bateria e depois crescendo com guitarra e baixo, logo então somos apresentados a uma composição que destaca problemas sociais observáveis cotidianamente em nossa realidade, mostrando assim a temática que se torna corriqueira em todas as faixas do EP.


A verdade é que a banda, na maior parte do tempo, consegue imprimir identidade nesse novo trabalho, criando sua própria estrutura de harmonia instrumental e se mantendo coerente a ela. As letras das músicas também fazem toda a diferença, os compositores em nenhum momento aparentam estarem querendo pisar em ovos ou serem eufemísticos em suas poesias, seus pensamentos e visões de mundo estão bastante claros e audíveis nas canções, transparecendo toda a energia do trabalho e também do Thrash Metal que a “Triturador” tão bem representa.

Triturador na festa de 2 anos da Rádio Armazém / Foto: Juliano Dutra


“Discriminado” é um bom EP, que traça uma linha característica de trabalho e a segue do início ao fim. Apesar de certos estranhamentos causados por característica vocal, a banda está longe de afastar seu público por pequenos defeitos. Como fã de rock, tanto a banda quanto o novo trabalho se tornam um grande achado, pois depois de curtir quase tudo do novo EP, confesso que se instalou em mim um gosto de “quero mais”.

FORMAÇÃO
Guitarra e voz - Gabriel
Bateria - Yuri
Voz e baixo - Rafael

TRACKLIST


01- Holocausto
02 - Discriminado
03 - Triturador
04 - Thrash ou Morte
05 - Palavras Falsas




Por Wendell Pivetta

Wendell é apresentador do programa Metal Etílico,

diretor da Web rádio O Subsolo e apoiador da cultura Underground.

22 anos, gaúcho e colorado de coração está se formando em Jornalismo pela UNICRUZ.


Foto de postagem: Juliano Dutra


Voltar
Tenha você também a sua rádio