Menu
Disponível no Google Play

Gragoatá lança clipe para single Café Forte

20 NOV 2017
20 de Novembro de 2017

As tardes de primavera nas praias de Maricá e Camboinhas conseguem reunir o calor, que indica a aproximação do verão, mas também a brisa doce e gostosa do mar. É essa sensação de calmaria, de que tudo vai dar certo, que o clipe “Café Forte”, da banda Gragoatá, evoca. Dirigido por Liara Belmira, Vitor Teixeira e Gustavo de Almeida, o vídeo busca transparecer coisas singelas e foi a partir dessa ideia que a estética caseira foi aplicada durante a gravação.


“Como conhecemos a música Café Forte, e ela lembra coisas singelas, como uma tarde na praia e vídeos caseiros, tentamos emular isso no clipe. Sentimos que tudo casou muito bem, pois encontramos uma música que combinou com o que tínhamos no momento e foi ótimo”, descreve Liara Belmira, uma das diretoras e produtora do clipe.

Gravado com luz natural, o visual de “Café Forte” surge da vontade da equipe, formada por profissionais do curso de Cinema, de ousar na produção audiovisual: “Como grande parte do pessoal é muito interessada em videoclipes, decidimos então investir nessa produção e buscar bandas que estavam iniciando para fazer um videoclipe pequeno em questão de orçamento, no qual podíamos explorar a montagem”, explica Liara.

Composta por Renato Côrtes, a música foi a segunda faixa do disco de estreia a ser divulgada. A letra é um pedido para acompanhar, uma reflexão de que a vida não deve ser vivida sozinha. A música surgiu após o músico assistir o documentário "180º South", em que um homem viaja de barco da Califórnia até a Patagônia, porém, no meio do caminho ele precisa consertar o mastro na Ilha da Páscoa. Durante os sete dias que passa no local, ele conhece uma nativa que pede para seguir na jornada.

“No documentário não mostra muita coisa dessa parte, mas eu fiquei imaginando como eu pediria pra alguém pra ir junto. Café Forte nasceu assim, um pedido para acompanhar",
explica Renato.

Formado por Rebeca Sauwen, Fanner Horta, além de Renato, o Gragoatá surgiu nos corredores da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói (RJ). Com 10 faixas que vão do baião à MPB, do tropicalismo ao indie, o disco de estreia da Gragoatá foi fruto de uma bem-sucedida campanha de crowdfunding. O disco foi mixado por Renan Carriço (Facção Caipira, Overdrive Saravá) e Igor  Bilheri, no Estúdio Toca da Cotia (Niterói/RJ), enquanto a masterização ficou por conta de Felipe Rodarte (Toca do Bandido). A produção musical é de Renan Carriço e do trio Gragoatá, e a produção executiva é de Lilian Kerbel e da Gragoatá. O trabalho é um lançamento da gravadora Coqueiro Verde.

Por Edson Kah via Nathália Pandeló Corrêa
Foto: divulgação

Voltar
Tenha você também a sua rádio