Menu

Homenagem ao Sarau Elétrico e o incentivo ao Livro e à Leitura

09 JUL 2019
09 de Julho de 2019

Incentivo ao Livro e à Leitura e homenagem aos 20 anos de Sarau Elétrico ganharam um evento único na capital. Será neste 10 de julho, quarta-feira, que o Memorial da Assembleia Legislativa (Rua Duque de Caxias, 1029 - Centro Histórico) receberá Luís Augusto Fischer, Diego Grando e Katia Suman, para serem a homenageados(a) pela deputada Sofia Cavedon (PT), presidenta da Comissão de Educação e Cultura da Alergs, que teve a iniciativa. Também lá estarão escritores(as), poetas e poetisas, bibliotecários(as), livreiros(as) e apreciadores/as da escrita para a instalação da Frente Parlamentar de Incentivo ao Livro e à Leitura, outra proposta da deputada.


Sarau Elétrico

Considerado como o evento mais antigo de literatura no país o Sarau Elétrico completa 20 anos neste 2019. Reunindo pessoas em torno do literário-musical o Sarau iniciou em 1999 e tem quatro edições por mês no coração do Bonfim, no Bar Ocidente (João Telles esquina Osvaldo Aranha). É uma uma hora semanal de leitura, comentários música e humor.

Frente Parlamentar de incentivo ao Livro e à Leitura

Incentivadora da leitura, a deputada Sofia Cavedon aprovou na Assembleia Legislativa a instalação de uma Frente Parlamentar que defenderá as práticas de leitura, da valorização profissional dos(as) bibliotecários(as) e do cumprimento da legislação e das normas relativas às bibliotecas no Estado, assim como do fomento à cadeia do livro, da valorização dos(as) escritores(as), editoras, livrarias e livreiros(as).

Conforme a parlamentar, são várias Leis e normas que dispõem sobre a importância dessas práticas, bem como à implementação e expansão da rede de bibliotecas escolares é bastante consistente para a construção e o aprofundamento de uma política estadual do livro, da leitura e da literatura. No entanto, ressalta a deputada, "o atual cenário apresenta uma situação extremamente contraditória e crítica que toma direção inversa ao que preconiza a legislação vigente, fato que nos levou a propor a instalação de uma frente dedicada a este tema tão relevante e prioritário, pois o acesso ao livro e às práticas letradas são fundamentais para o exercício da cidadania de forma crítica e autônoma".

Sofia destaca que, através do Portal da Transparência, identificou-se que no Rio Grande do Sul, das 2.545 instituições de ensino existentes na Rede Estadual, somente 20 (menos de 1%) têm bibliotecários formados como responsáveis. De acordo com o censo escolar de 2018, o nosso Estado possui 9.981 escolas públicas e privadas e deste universo, somente 6.123 (61%) possuem bibliotecas. De outro, verifica-se as dificuldades crescentes daqueles que escrevem, editam, distribuem e vendem o livro de manterem esta dinâmica ativa. Considerando esses fatos foi que propomos a instalação da Frente Parlamentar do Livro e da Leitura a fim de defender a abertura de bibliotecas em todas as escolas do Sistema Estadual, defender a nomeação de bibliotecários(as) a fim de qualificar e expandir o trabalho, apoiar a Semana Estadual do Livro e de Incentivo à Leitura, instituída pela Lei 14673/15 e mobilizar a sociedade para a valorização e fomento de práticas de incentivo à leitura", enfatizou a deputada.


Por Mariana Martinez
Foto: Arquivo Sarau Elétrico


Voltar

Confira as nossas redes sociais

Tenha também o seu site. É grátis!